G1 MOSTRA, DIRETO DA CHINA, AS APOSTAS DAS MONTADORAS PARA AGRADAR O MAIOR MERCADO DE VEÍCULOS DO MUNDO E AS CURIOSIDADES DO EVENTO.

De carro com chá a um “exército” de elétricos: o Salão de Pequim 2018 indica para onde o maior mercado de veículos do mundo está se dirigindo. Todas as grandes montadoras estão lá, disputando atenção com uma infinidade de marcas desconhecidas no resto do mundo.

Desejado por toda a indústria, o consumidor chinês continua comprando muitos carros. No ano passado, foram 29 milhões — nos EUA, foram 17,5 milhões; no Brasil, pouco mais de 2 milhões.

Mas o que é preciso para “fisgar” um comprador? Veja abaixo apostas das marcas e curiosidades da feira em 5 destaques.

1) É CINEMA QUE FALA, NÉ?

Conceito Byton tem tela gigante no Salão de Pequim 2018 (Foto: Andy Wong/AP)

Conceito Byton tem tela gigante no Salão de Pequim 2018 (Foto: Andy Wong/AP)

Segundo a Volkswagen, líder de vendas no país, o consumidor chinês é mais jovem e mais conectado do que os outros. Então, oferecer tecnologia é fundamental. A novata Byton, criada por ex-funcionários da BMW, exibe no salão um carro-conceito em que todo o painel é digital.

Não é para passar filme, não… O “telão” de 49 polegadas substitui uma série de outras telinhas e botões que já existem nos carros. Do painel de instrumentos à central multimídia, tudo é projetado nele.

E por que não “apelar” para um cachorrinho para roubar a cena? Sim, desde que seja um robô. A Geely, dona da Volvo, fez isso para chamar a atenção para o seu estande, onde a estrela é o SUV SX12, também um conceito.

O conceito Geely SX12 foi apresentado ao lado desse simpático cachorrinho robótico no Salão de Pequim 2018 (Foto: Jason Lee/Reuters)

O conceito Geely SX12 foi apresentado ao lado desse simpático cachorrinho robótico no Salão de Pequim 2018 (Foto: Jason Lee/Reuters)

2) MISTURE SUV, SEDÃ E… CHÁ

Jogo de chá no interior do Mercedes-Maybach Ultimate Luxury (Foto: Divulgação)

Jogo de chá no interior do Mercedes-Maybach Ultimate Luxury (Foto: Divulgação)

Que tal juntar tudo o que o cliente gosta num carro só? A divisão de superluxo da Mercedes-Benz pensou nisso. Olha a receita:

  • O chinês gosta de luxo (quem não gosta, né?): chame o carro de Maybach Ultimate Luxury;
  • O chinês gosta de interior de cores claras: acrescente bancos brancos e cromado… rosado;
  • O chinês gosta de SUV: ele é um SUV;
  • O chinês também gosta de sedã: ele também é um sedã.

E, para ninguém se esquecer do carro, eles ainda colocaram um jogo de chá no banco de trás, convidando para uma jornada “zen”. O carro, que ainda é um conceito, tem um brasileiro entre os criadores.

Mercedes-Maybach Ultimate Luxury (Foto: Divulgação)

Mercedes-Maybach Ultimate Luxury (Foto: Divulgação)

Mas a Mercedes também mostrou o que está perto de chegar às ruas: a versão sedã do Classe A. Ela vai ao encontro do amor dos chineses por essa carroceria. Mas parece perfeita para diversos mercados, não? Ainda como conceito, o carro fez uma visitinha ao Brasil, em fevereiro último.

Mercedes apresenta o Classe A sedã no Salão de Pequim 2018 (Foto: Nicolas Asfouri/AFP)

Mercedes apresenta o Classe A sedã no Salão de Pequim 2018 (Foto: Nicolas Asfouri/AFP)

3) DE TODOS OS ÂNGULOS

No dia dedicado à imprensa, visitante do Salão de Pequim 2018 se deita no chão para ver detalhes de um carro (Foto: Peter Fussy/G1)

No dia dedicado à imprensa, visitante do Salão de Pequim 2018 se deita no chão para ver detalhes de um carro (Foto: Peter Fussy/G1)

O chinês é detalhista. Em todos os salões pelo mundo, jornalistas chineses estão sempre atrás de detalhes. Não é surpresa que, na casa deles, façam de tudo para ver os carros em todos os ângulos. Vale até deitar no chão. E eles parecem estar fazendo escola…

Visitante se abaixa para ver o BMW iX3 elétrico no Salão de Pequim 2018 (Foto: Jason Lee/Reuters)

Visitante se abaixa para ver o BMW iX3 elétrico no Salão de Pequim 2018 (Foto: Jason Lee/Reuters)

4) SE NÃO FOR ELÉTRICO…

Nissan lança versão elétrica do Setra, chamado Sylphy no mercado chinês, no Salão de Pequim 2018 (Foto: Jason Lee/Reuters)

Nissan lança versão elétrica do Sentra, chamado Sylphy no mercado chinês, no Salão de Pequim 2018 (Foto: Jason Lee/Reuters)

 

Carros elétricos são cada vez mais presentes em salões pelo mundo, mas, em Pequim, eles predominam. Não é bem por causa do gosto do consumidor: existe uma exigência do governo.

Sofrendo com a poluição nos grandes centros, a China quer que, até 2025, 20% da produção de veículos local sejam carros “verdes”. No ano que vem, a meta é de 10%.